Livro Indicado

Não Ameis o Mundo
Watchman Nee
editora: Editora dos Clássicos
série: Riquezas de Cristo

Sinopse

Plantar, construir, comprar e vender. Todas estas coisas podem ser perfeitamente legítimas e benéficas, mas o poder que hoje está por trás delas pressiona os homens até que estes fiquem desnorteados e percam o equilíbrio. A força maligna que move o sistema do mundo tem precipitado uma condição hoje em que podemos ver dois extremos: o primeiro é a total incapacidade de vivermos somente com o que ganhamos, e o outro, a incomum oportunidade de juntar riquezas. Por um lado, muitos estão em profundas dificuldades financeiras sem precedentes; por outro, muitos encontram oportunidades de enriquecer, também sem precedentes. Ambas as condições são anormais. O livro de Apocalipse revela que Satanás estabelecerá seu reino do anticristo no mundo político, religioso e comercial. Ao entrar em contato com qualquer uma das unidades de seu sistema, deveríamos pensar nisso duas vezes..."

Comentários dos Editores

A maior parte deste livro foi tirada de uma série de palestras sobre “o mundo”, proferidas por Watchman Nee (Nee To-sheng), de Foochow, aos crentes da cidade de Xangai, no início da guerra sino-japonesa. Nelas podemos perceber os efeitos das pressões econômicas daqueles dias. Foram adicionadas outras conferências sobre o mesmo tema geral, que ocorreram em vários lugares e épocas durante o período de 1938-1941. Por exemplo, o capítulo três é baseado em um sermão pregado em um culto de batismos em maio de 1939. Estou em dívida com alguns amigos pelas anotações que contribuíram para o material do livro.

O autor vê o kosmos como uma entidade espiritual por trás das coisas visíveis, uma força que sempre deve ser considerada. Ele lida com o impacto desta força sobre o cristão e do cristão sobre ela, com a conflitante exigência que lhe é feita de separação e envolvimento, e com o destino do homem em Cristo de “ter domínio”. Como sempre, os estudos de Watchman Nee apresentam uma original forma de pensar, que não tem medo de ser provocativa, e desafiar a mente e o coração a uma resposta. A minha oração é que, apesar de o livro ter sido inevitavelmente feito em partes, seu tema mostre-se coerente com o retrato do homem de Deus no mundo, e mais, que possa desafiar a todos nós, que chamamos pelo nome de Cristo, a nos movermos mais corajosa e positivamente neste cenário terreal, sempre pensando em nosso papel aqui, dentro do eterno propósito de Deus no que diz respeito a Seu Filho amado.

Angus I. Kinnear
Londres, 1968
(Do prefácio da versão original em inglês)

Quem deseja compra-lo está disponivel pela loja virtual da editora: Editora dos Clássicos
http://www.editoradosclassicos.com/index.php

Vale a pena conferir...

2 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Uma alegria conhecer seu blog. O Eterno resplandeça o rosto Dele sobre ti.

Medite no Sl 36.8,9

Nele, Pr Marcelo

Visite>> http://davarelohim.blogspot.com/

e veja o texto:

4 termos hebraicos relativos à natureza humana

P.s>>> Caso vc se identifique com o blog, torne um seguidor. Será uma alegria!

Grato!

Alessandro Cristian disse...

Parceria consumada, prezado Diego.
Deus te abençoe.