O Caminho do discípulo

Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me – Mt 16.24
O ensino que o Senhor Jesus dá aos discípulos continua o mesmo até hoje; nada foi mudado. Para a fé fiel e para a obediência filial também não mudou nada. Os verdadeiros discípulos são os homens e mulheres que vivem em associação com o Senhor crucificado, ressuscitado e presentemente glorificado. Submissos à sua palavra, realizam sua obra de fé e amor entre os homens, nas mesmas condições dos discípulos primitivos.

“Se alguém quer vir após mim...” Deus não usa mais a linguagem da antiga aliança; em vez de dar ordens, propõe. Trata-se de um convite que recebemos, tendo a liberdade de aceita-lo ou recusá-lo. A passagem fala da condição de vida de um discípulo que se alista voluntariamente e aceita obedecer, como soldado leal e disciplinado, ao seu Mestre. Até que sejamos submissos por vontade própria, o Senhor apenas nos propõe que nos alistemos nas fileiras de seus discípulos. Não nos obriga a isso.

“A si mesmo se negue...” É nesse ponto que somos postos à prova, porque se essa renúncia não for a base e o fundo de nossa vida de discípulo, o fracasso é certo. Será que já renunciamos a nós mesmos de verdade, sem esperar ser elogiados pelos homens, mas apenas vistos por Deus, que saberá recompensar-nos publicamente na hora devida? Quando respondermos afirmativamente a esse convite do Mestre, nossa vida será protegida e frutífera.

“tome a sua cruz, e siga-me”. Não podemos esperar que as circunstâncias nos obriguem a dar nossa vida, mas devemos oferece-la voluntariamente. O que dá valor à nossa consagração não é somente a decisão de seguir a Jesus e carregar nossa cruz, mas o ato voluntário que realizamos, estando perfeitamente conscientes de não agir por obrigação, mas por amor ao Senhor e ao mundo.

Temos de aceitar o convite e preencher as condições para esse serviço. Só então poderemos servir à humanidade e glorificar a Deus na terra.

H. E. Alexander

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita
Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
Sou António Batalha.

António Jesus Batalha disse...

Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
António Jesus Batalha.